Animais de Estimação no Trabalho: Uma Estratégia Competitiva para o Futuro Híbrido

Com a evolução dos modelos de trabalho para o formato híbrido e presencial, os líderes e gestores organizacionais estão buscando maneiras inovadoras de tornar o ambiente de trabalho mais convidativo. Em meio a essas reflexões sobre quando, onde e como o trabalho deve ser realizado, uma proposta que talvez não tenha sido considerada devidamente é a política de animais de estimação no escritório. Com base em um novo artigo publicado no Journal of Management, apresentamos um caso fundamentado em evidências a favor de receber companheiros de quatro patas como uma vantagem competitiva.

Animais de Estimação no Escritório como Ferramenta de Recrutamento e Retenção

Durante o período de isolamento social, quase uma em cada cinco famílias adotou um animal de estimação. Muitos funcionários se adaptaram a arranjos de trabalho que envolvem a presença de seus animais durante reuniões virtuais ou em passeios durante a tarde.

Forçar os funcionários a escolher entre seus animais de estimação e o retorno ao escritório pode não resultar na escolha desejada pela empresa. Estudos destacam sentimentos intensos de culpa e insatisfação no trabalho entre profissionais, especialmente aqueles da área veterinária, ao serem separados de seus animais. A pesquisa indica que um número crescente de funcionários planeja não apenas sua rotina de trabalho, mas também suas decisões de carreira, levando em consideração seus animais de estimação. Por outro lado, ambientes que acolhem animais de estimação proporcionam benefícios tangíveis, como aumento do comprometimento e satisfação no trabalho, além de redução nas intenções de troca de emprego.

Animais no Escritório Melhoram o Bem-Estar no Trabalho

Pesquisas acadêmicas e nacionais nos EUA revelam que a maioria dos funcionários acredita que animais de estimação contribuem para um ambiente de trabalho mais agradável e social. Estudos indicam que a presença de animais oferece conforto, reduz o estresse, aumenta o engajamento no trabalho e melhora a qualidade de vida profissional. Em hospitais, a presença de cães de terapia, por exemplo, está associada a um aumento no senso de realização dos funcionários, atitudes positivas em relação ao trabalho e uma melhor saúde mental.

Animais no Escritório Estimulam a Colaboração

Surpreendentemente, há uma crescente evidência de que os animais funcionam como um calmante social e catalisador para a colaboração. Em entrevistas, funcionários descrevem ambientes de trabalho pet-friendly como facilitadores de uma melhor comunicação, compartilhamento de informações e construção de amizades entre colegas. Animais de estimação aumentam as interações entre os funcionários, reduzem sentimentos de isolamento e servem como catalisadores para conversas frutíferas. Esta interação pode até mesmo fortalecer a cooperação e a confiança interpessoal, como demonstrado em experimentos de laboratório.

Desafios de uma Política de Animais Inclusiva no Ambiente de Trabalho

Apesar dos benefícios, é crucial abordar os desafios associados à implementação de uma política de animais de estimação no escritório. Uma minoria documentada de funcionários pode considerar ambientes pet-friendly como não profissionais, sujos ou inseguros. As objeções variam desde tradições culturais e religiosas, fobias, preocupações com alergias e higiene até preferências pessoais. Além disso, a harmonia pode ser prejudicada quando animais se tornam barulhentos, disruptivos ou agressivos, afetando negativamente o ambiente de trabalho.

Orientações Práticas para Implementar sua Política de Animais

À medida que as organizações experimentam com arranjos de trabalho híbridos ou um retorno gradual ao escritório, é o momento ideal para implementar uma política de animais de estimação bem-sucedida. Alguns pontos importantes a serem considerados incluem:

Compreensão das Necessidades Únicas: Entender as necessidades específicas do ambiente de trabalho e de todos os stakeholders.

Diretrizes Claras: Estabelecer regras claras sobre quando, onde e quais animais são bem-vindos, as responsabilidades dos proprietários e como lidar com infrações.

Requisitos Locais e Legais: Considerar requisitos locais e legais, abordando preocupações de responsabilidade por acidentes e higiene.

Implementação Gradual: Iniciar de maneira gradual, limitando a presença de animais em determinados dias ou espaços para respeitar aqueles com preocupações.

Antecipar Outras Solicitações: Estar preparado para outras solicitações relacionadas a políticas amigáveis aos animais, como arranjos de trabalho híbridos, concessão de dias fora para cuidar de animais e benefícios adicionais.

    A adoção de uma política de animais de estimação no escritório pode ser uma estratégia inovadora para atrair e reter talentos, promover o bem-estar dos funcionários e estimular a colaboração. No entanto, é fundamental abordar os desafios de forma transparente e implementar diretrizes claras. Ao fazer isso, as organizações podem colher os benefícios de ambientes de trabalho mais agradáveis e inclusivos, alinhados ao futuro do trabalho híbrido.


    Wilu é uma startup de bem-estar e saúde mental que tem como missão ajudar as pessoas a encontrarem o seu equilíbrio de vida e trabalho, oferecendo serviços e soluções personalizados.

    Acreditamos que oferecer bem-estar e suporte aos colaboradores é um investimento que pode transformar a cultura da sua empresa.
    Se você quer saber mais sobre como levar mais bem-estar para sua empresa, agende uma conversa.

    E para conhecer a plataforma e os serviços disponíveis para você, acesse nosso site aqui.

    Mais posts