Transtorno de Ansiedade: como saber se sou ansioso e onde buscar ajuda

Ansiedade, segundo o dicionário Michaelis: 

“1 Sofrimento físico e psíquico; aflição, agonia, angústia, ânsia, nervosismo. 

2 PSICOL. Estado emocional frente a um futuro incerto e perigoso no qual um indivíduo se sente impotente e indefeso.

3 FIG. Desejo ardente ou veemente; anelo.

4 Sentimento e sensação de intranquilidade, medo ou receio.”

A ansiedade é um mecanismo do cérebro que funciona como uma defesa em momentos em que podemos estar em perigo, nos deixando em estado de alerta, o que pode nos ajudar em muitos momentos, e atrapalhar em outros. Vamos entender um pouco mais?
Quando a ansiedade é temporária e em momentos do cotidiano, ela pode ajudar a nos deixar mais preparados, por exemplo: 

“Tenho uma apresentação de projeto no trabalho e fico ansioso para este momento, então, eu estudo mais e me preparo para perguntas que possam vir a aparecer no decorrer do discurso.”

Já a ansiedade como transtorno, tem como características o excesso de medo, como resposta a uma situação que o indivíduo interpretou como ameaça, podendo ser ela real ou não. O transtorno de ansiedade é capaz de desenvolver prejuízos importantes no funcionamento normal do indivíduo, sendo assim, esta pessoa pode achar maneiras de evitar contato com o que lhe causa receio, podendo gerar baixa autoestima e desinteresse pela vida. Alguns dos sintomas são:

  • Excesso de preocupação persistente 
  • Pensamento acelerado 
  • Irritabilidade
  • Dificuldade em concentrar-se 
  • Alterações no sono
  • Cansaço em excesso 

Alguns tipos de transtorno de ansiedade

Alguns sintomas característicos do Transtorno de Ansiedade Generalizada, segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM 5):

  1. “Ansiedade  e preocupação excessivas (expectativa apreensiva), ocorrendo na maioria dos dias por pelo menos seis meses, com diversos eventos ou atividades (tais como desempenho escolar ou profissional).
  2. Dificuldade em controlar a preocupação.
  3. Ansiedade e preocupação associada a três ou mais dos seguintes sintomas (obs: em crianças, apenas um item pode caracterizar)
    1. Inquietação ou sensação de estar com os nervos à flor da pele
    2. Fatigabilidade
    3. Irritabilidade
    4. Tensão muscular
    5. Perturbação do sono (dificuldade em dormir e/ou manter o sono, ou sono insatisfatório e inquieto).
  4. A ansiedade, a preocupação ou os sintomas físicos causam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social, profissional ou em outras áreas.”

Há alguns tipos de ansiedade, como:

  • Agorafobia: medo de locais abertos ou fechados; multidões; transporte público; sair de casa sozinho; permanecer em uma fila.
  • Transtorno de Pânico  “ataques de pânico recorrentes e inesperados. Um ataque de pânico é um surto abrupto de medo intenso ou desconforto intenso, que alcança um pico em minutos e durante o período ocorrem quatro ou mais sintomas:
    • 1. palpitações, coração acelerado, taquicardia
    • 2. sudorese
    • 3. tremores ou abalos
    • 4.sensação de falta de ar ou sufocamento
    • 5. sensação de asfixia
    • 6. dor ou desconforto toráxico
    • 7. náusea ou desconforto abdominal
    • 8. sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio
    • 9. calafrios ou ondas de calor
    • 10. parestesias (anestesia ou sensação de formigamento)
    • 11. desrealização (sensação de irrealidade) ou despersonalização (sensação de estar distanciado de si mesmo)
    • 12. medo de perder o controle ou “enlouquecer”
    • 13. medo de morrer.

Onde posso buscar ajuda?

Buscar terapia é de grande importância, caso seja necessário o Psicólogo indicará a procura por um Psiquiatra. Caso esteja com sintomas muito acentuados, busque tanto a ajuda psicológica, quanto psiquiátrica. Segundo estudos, a psicologia comportamental é uma das mais eficazes e rápidas para quadros de transtorno de ansiedade. A ajuda pode ser encontrada em locais como clínicas, CAPS, faculdades com atendimento psicológico, SUS, UBS e também aqui na Wilu! 

Dicas para um momento imediato

Caso esteja tendo uma crise de ansiedade, segure um gelo nas mãos até ficar com a mão dolorida, assim você mudará o foco da atenção. Faça respirações como: “respiração diafragmática” (https://youtu.be/Px54tGh4Ub8).

Se você está tendo esses sintomas, ou conhece alguém que os tenha, busque ajuda, para que não se agrave.

A Wilu está à disposição para te ajudar, ou ajudar quem você conhece, a sair dessa.

Mais posts